Azgo doa biblioteca

Azgo doa biblioteca

O Festival Azgo acaba de oferecer uma biblioteca apetrechada ao Infantário Provincial de Gaza, na cidade de Xai-Xai. O gesto insere-se no programa AZGO Social que concrega acções de caridade e acções de formação.

No âmbito da sua responsabilidade social, o Festival Azgo, apoia desde 2011 o Infantário Provincial de Gaza – um centro infantil localizado no bairro Patrice Lumumba, algures, na cidade de Xai-Xai. O ano passado passado, durante a Terceira Edição do Festival Azgo, o infantário recebeu diferente material didático, para além de roupa e produtos alimentares.

Para este ano, o “Azgo” pretende construir uma biblioteca de raiz. Com o gesto, pretende-se que as dezenas de crianças que vivem naquele centro, tenham acesso ao mundo do conhecimento e melhorem as condições de ensino e aprendizagem. Por outro lado, a acção surge no contexto do tema do Festival Azgo para este ano que é precisamente “Educação”.

A falta de alimentação para as crianças especiais, roupa para recem nascidos e de uma biblioteca apetrechada, são algumas das principais dificuldades do Infantário Provincial de Gaza, segundo a directora da instituição.

Rosa Mondlane, disse que o apoio do Festival Azgo, tem contribuido em grande medida na melhoria das condições da instituição, sobretudo, no que a formação das crianças disrespeito “agradecemos muito ao Azgo pelo apoio permanente. O trabalho deste projecto coloca o infantário no centro das atenções, o que permite a abertura de mais portas para a instituição” disse Rosa Mondlane, manifestando desta forma, a alegria do estabelecimento.

Para a nossa entrevistada, os promotores culturais tem um papel preponderante na atracção de parceiros para instituições que trabalham em prol das camadas vulneráveis, neste caso, as crianças “quando temos instituições que promovem entretenimento e se preocupam com causas sociais, há um comprometimento de todos segmentos da sociedade” acrescentou.

Falando em nome do Festival Azgo, Mariamo Salimo, disse que “ainda não definimos a quantidade do material literário a ser alocado a futura biblioteca. Mas pretendemos que seja uma infrastrura que responda às necessidades dos petizes”.

O apoio ao Infantário Provincial de Gaza, grémio de acolhimento para crianças órfãs e vulneráveis, resulta da doação de uma parte dos lucros obtidos durante os dois dias do festival.

Esta é uma forma que os estruturadores do festival encontraram para acarinhar as flores que nunca murcham. Esta iniciativa conta com o apoio do Gabinete da Primeira Dama e o Ministério da Mulher e Acção Social.